Banner Submarino

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

[RESENHA DO FIM DO MUNDO] Blecaute – Marcelo Rubens Paiva



Faltam 4 dias para o fim do mundo!



Imagine que você, leitor, resolve visitar uma caverna com dois amigos e fica preso lá por alguns dias? Horrível, não?
Eu, pelo menos, entraria em desespero! Mas, bom, essa nem é a pior parte. Imagine agora que, quando vocês saem de lá e voltam para São Paulo, descobrem que...
Que o mundo parou?
Pois é isso que acontece com Rindu, Mário e Martina em Blecaute, de Marcelo Rubens Paiva.

               Ok, assumo que não estava exatamente animada para começar esse livro, já que apocalipse nunca foi a minha praia, mas comecei a ler, terminei em mais ou menos três horas e amei o livro. A narrativa é rápida como o pensamento, deixando você preso na história. Praticamente não existem descrições, e eu, pelo menos, não senti falta disso! Foi ótimo imaginar as coisas a minha maneira!
                Talvez ter lido o primeiro capítulo de Inocência antes desse livro tenha influenciado um pouco na parte da falta de descrições, mas isso não vem ao caso.
                Enfim, logo que eles chegam em São Paulo, é algo estranho, assustador e misterioso, afinal, os humanos simplesmente paralisaram, estivessem fazendo o que fosse: escovando os dentes, andando na rua, bebendo água, lendo um livro, etc. Outra coisa que os intriga é o fato dos animais não estarem petrificados, o que preocupou principalmente Martina, que queria ajudar a todos.
                Perguntas, teorias, várias coisas se passam na cabeça de nossos três protagonistas, até que, bem, eles se tocam de que nada adianta e começam a ver o outro lado daquilo: Eles são os donos do mundo!
                Entre as várias coisas que acontecem, como pintar a Avenida Paulista de vermelho e explodirem a antena da Rede Globo, vem a minha parte favorita em todo o livro. Rindu, que passava um tempo em um hotel de luxo, começou a imaginar a vida dos hospedes a partir de como os encontrava, e acabou se encantando por uma garota chamada Stella, que achou parada em frente ao espelho, se arrumando para sair.
                Ele a julga inocente pela aparência, mas, quando encontra seu diário, vê que por dentro, Stella é uma garota fútil, nojenta, traidora e, com toda a certeza, nem um pouco inocente. A mensagem do autor é clara: as aparências enganam, pois o ser humano tem seu lado podre por dentro.
                Blecaute é um livro que não trás resposta alguma. As respostas são algo que o leitor deve trazer, cada um imaginando a seu jeito, e trazendo ainda mais perguntas. O que causou aquilo? Porque eles sobreviveram? O que eu faria no lugar deles?
                Eu também não darei as respostas. Leiam! Aposto como não vão se arrepender!
                                                                     
Fico por aqui hoje! Até a próxima postagem... Ou, caso o mundo acabe, nos vemos no Além!

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. nunca tinha ouvido falar! Parece interessante! E dava um bom filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, o livro é de 1986 e é brasileiro, o que já dá motivos para a maioria não o conhecer. Li por indicação de uma professora e estou amando divulgar o livro agora!
      E quanto ao filme, não sei se conseguiriam passar algumas coisas do livro, então eu teria um pé atrás para o assistir...

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Ola Alice.
      Parabéns pela indicação de um livro tão bom!
      Na minha opinião, a narrativa apresenta elementos que dariam sim um excelente filme.
      Gostaria de lembrar que o próprio autor enfatiza numa espécie de mini prólogo, é inspirado em uma série de TV estadunidense dos 60's chamada "The Twilight Zone" (Além da Imaginação, no Brasil), como também por um sonho seu de infância.

      Abraços, Alice

      Excluir
    4. Clara melhor vc ler a Serie "Alem da imaginação" foi de la q o Autor tirou a "inspiração" (copiou um monte de coisa melhor dizendo )

      Excluir
  2. Nossa, adorei, me lembrou muito a ideia de Amanhã, que é uma série da Fundamento (tenho preconceito com a Fundamento, mas enfim) que eu amo de paixão. São sete amigos que vão acampar durante a feita-anual-de-qualquer-coisa, e quando voltam, todo mundo desapareceu. Todo mundo mesmo. Aí eles aos poucos descobrem que a Austrália foi invadida pelo inimigo e está em guerra, e eles são as unicas pessoas que podem lutar.
    Aí eles fazem coisas legais, como explodir um aeroporto, uma ponte, um posto de gasolina.. É sensacional.

    E eu quero ler Blecaute.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwn, fiquei curiosa com esta série! Vou dar uma procurada e ler também (:
      Leia Blecaute sim *u*

      Excluir
    2. Po, que irado esse livro da Mel. Mas eu tenho preguiça de séries. E das capas da fundamento.

      Excluir
  3. Outro dia entrevistei um engenheiro elétrico que participa de pesquisas sobre a inversão dos polos magnéticos da terra. Acredita-se que quando ela ocorrer interferências nas redes elétricas podem deixar partes do planeta sem luz de um a três meses! Então situações como as do livro não são tão impossíveis assim...

    ResponderExcluir
  4. Alice, li o livro por sua recomendação. ADOREI!
    Só queria saber sua opinião no relacionamento do Mário e do Rindu, você acha que eles viviam um amor platônico ou só tiveram algumas experiências?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Qual o nome do filme que tem base nesse livro??

    ResponderExcluir
  6. Qual o nome do filme que tem base nesse livro??

    ResponderExcluir